Review: Filme Décimo Terceiro Andar

O Décimo Terceiro Andar é um filme baseado na novela Simulacron-3 de Daniel F. Galouye e das mini-séries alemãs Welt am Draht (World on Wires) por Rainer Wener Fassbinder.

Em 2000, O Décimo Terceiro Andar estava dominado para o Saturn Award Best Science Fiction Film.

Para explicação uma complicada visão do terreno é necessária para antecipar a conclusão, descrevendo a concepção de mundo através do filme. Em O Décimo Terceiro Andar, existem 3 níveis de realidade:

- Los Angeles em 2024 – Nível 0

- Los Angeles nos anos 90 – Subnivel 1

- Los Angeles em 1937 – Subnivel 2

Estes mundos não são sobre viagem no tempo mas existem um dentro do outro. Nivel 0 é a realidade, já os subniveis 1 e 2 são simulações criadas por máquina de realidade virtual. Os habitantes dos mundos virtuais são chamados unidades de identidade eletrônica (“electronic identity units”). Um jogador no simulador (“user”) tem a possibilidade temporariamente de se passar por uma unidade jogadora baixando sua mente para o computador. Durante este período a “unidade eletronica” que não tem conhecimento ainda dos niveis superiores perdem suas memórias quando os jogadores tomam seus corpos. Contudo, eles sabem que eles sofrem de amnesia quando eles são eles mesmos. “Users” tem o direito de retornar ao mundo real pela re-transferência” em suas mentes via computador, considerando que as unidades eletrôncias normalmente não podem “to upload” eles mesmos para a realidade.

A exposição do filme em seu começo no sublevel 1 (anos 90), que de fato é uma simulação, é sugestionada por ser real. O especialista em computadores Hannon Fuller é assassinado. O primeiro suspeito, seu sucessor Douglas Hall, é achado sem sua memória durante a noite, sem nenhum álibi, e com sangue em amostra em sua roupa e é tranformado no principal suspeito. Repentinamente surge Jane Fuller que se diz filha de homem assassinado. A atração instantânea entre Jane e Hall só fazem aumentar mais a intriga deste quebra-cabeça. Hall descobre a verdade sobre os niveis da realidade virtual e enfrenta a origem da sua própria existância.

Conclusão:

Este filme, como Matrix, foi um sucesso de bilheteria pelos efeitos especiais que na minha opinião foi dez. Mas o enfoque do filme da intriga entre realidade e realidade virtual vai muito além. Tudo que diz o filme, bem como Matrix, tem uma similaridade muito grande com a Alegoria da Caverna de Platão. Acredito que os idealizadores do filme se embasaram na filosofia de Platão, no Budismo e na filosofia de Descartes. É uma atualização do genio malígno cartesiano, que segundo Descartes, mantêm os homens na ilusão de que o mundo é real. O cenário do cérebro em uma cuba é uma experiência mental concebida para mostrar a plausibilidade do cepticismo radical. Um cientista teria um cérebro numa cuba em seu laboratório e instroduziria neste cérebro toda a experiência do mundo real. É uma forma de Matrix ou Décimo Terceiro Andar mais primitiva. Estes mundos na verdade são reais e virtuais no sentido de existir uma plataforma mental ou psíquica que de alguma forma somos uma extensão dos idealizadores do projeto.

A Alegoria da Caverna de Platão:

Platão expôs o mito da caverna no Livro VII de A República. Possui a forma de um diálogo imaginário, do qual participam o filósofo Sócrates e os irmãos de Platão, Glauco e Adimanto. No livro VII Sócrates conta a Glauco o famoso mito da caverna como um retrato da ignorância humana. Pode (e deve) ser encarada como a metáfora da nossa vida, que, como os Budistas bem sabem, é uma ilusão, um pálido reflexo da Realidade. Nos mostra o quão difícil é nossa ascensão, mas o quanto ela é gratificante para os que perseveram e alcançam o topo. Também nos ensina, através da lógica, que é muito melhor ser humilde servidor na luz do que um Rei nas trevas. E também a dureza que é tentar ajudar os que ficam lá embaixo, por estarem eles se deleitando tão somente com aquilo (o ilusório), quando há muito mais para se ver! E fica a mensagem: não se pode tirá-los à força! Tudo isso é o que compõe a base moral do espiritismo, e Sócrates poderia ser considerado o primeiro doutrinador espírita do mundo! Hmm, será mais uma analogia ao filme? Uma visão do mundo real e do mundo espiritualista? O duelo permanece como no Taiji Tu. Segundo o princípio Yin e Yang, duas forças complementares compões tudo que existe e entre o equilíbrio dinâmico entre elas surge todo movimento e mutação. Simples e complicado, 1 e 0, até parece a linguagem de computadores. Será só coincidencia?

Para maiores informações visite: http://gatto.eti.br

About these ads

2 Respostas

  1. Mas eu não gostei desse e nem do matrix rs

  2. Colegas,

    Onde eu consido a novela… em livro ou filmagem… simulacron 3?

    enviar ao e-mail por gentileza lawyerlaw@ig.com.br

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: